Postagens no facebook #2

2

Nesses últimos meses tenho tido bastante dificuldades para postar algum texto no blog, isso não quer dizer que não estejamos observando os acontecimentos e que tiramos nossas opiniões desses. O problema está em conseguir tempo para produzir um texto para cada fato que me inquieta. O espaço que tem recebido algumas postagens com observações é o facebook.postagens no facebook postagens Postagens no facebook #2 postagens no facebook

Então, reproduzo aqui alguns desses comentários feitos lá:

Durante as olimpíadas do Rio 2016

Como diz um professor chileno: “o Brasil é muito louco”

A mídia e os apoiadores do Estado Sionista criticaram a atitude do judoca egípcio Islam El Shehaby, por não cumprimentar seu adversário de luta, o israelense Or Sasson. Os jornalistas da globo criticando o judoca dizia que não se deve misturar esporte com política. A mesma falácia de Estado Laico, Escola sem partido, etc. defendida pela burguesia.

Dois dias após, o ministro das relações exteriores, José Serra/PSDB; a prefeitura do Rio, a representação de Israel junto com seus atletas (inclusive o tal judoca Or Sasson) e o COI organizam uma cerimônia para lembrar a morte dos onze atletas no “atentado terrorista” que aconteceu em Munique(1972) por militantes palestinos (Setembro Negro).

Em que mundo mesmo a política não se mistura com outros assuntos como esporte?

A burguesia brasileira se presta a cada papel deprimente que nenhum outro estado burguês topou até hoje.

O tempo passando… o impeachment chegando… e os militantes do PT?

O PT surgiu das organizações sindicais e do povo pobre. Tomou uma rasteira de seus aliados e foi tirado do poder. Há dois meses o julgamento de Impeachment fica a pergunta:

Cadê as mobilizações dos partidários? Dos partidos de sua base de apoio?

Não, eles não mobilizam, vão aceitar resultado já desenhado e esperar a próxima eleição. Adaptação e acomodação à ordem burguesa hoje são princípios deles.

Sobre os casos de pressão aos manifestantes durante os jogos

As Olimpíadas do Rio 2016 vão ficar marcadas por cenas de censura e repressão, cai mais um falso discurso da nação brasileira que há liberdade de expressão.

Comentário de um burguês machista, uma redundância eu sei.

“Homens vão menos ao médico porque trabalham mais” seguindo a lógica do ministro da saúde, Ricardo Barros, então a classe política brasileira – sanguessugas e corruptos – deveriam estar ligados a uma UTI 24h/dia, pois se a falta de trabalho é o que adoece, eles não estariam vivos roubando o dinheiro público.

‪#‎ForaTemer ‪#‎ForaTodosEles

Sou apenas um trabalhador assalariado, casado com a companheira Irisnete Geleno, pai de quatro filhas(Ariany, Thamyres, Lailla e Rayara), morador da periferia (Boca da Mata-Imperatriz), militante partidário (PSTU) que assumiu algumas tarefas eleitorais como candidato (2006, 2008, 2010 e 2012) e que luta por uma sociedade COMUNISTA. Sempre fui e continuarei sendo a mesma pessoa de caráter que meus pais, minha escola, meus amigos ajudam a forjar. Um comunista escravo do modo de produção capitalista que não aceita a conciliação de classe defendida por muitos que se dizem de "esquerda", mas que na verdade são pequeno-burgueses que esperam sua chance no capitalismo.

Discussão2 Comentários

Deixe seu comentário