Série de posts avaliando a gestão tucana: financeira parte II

1

No quesito arrecadação própria, graças a uma campanha de cobrança terrorista promovida no fim de 2009, houve uma expressiva elevação nos valores se comparado a anos anteriores. Até o mês de setembro de 2010, segundo o site da transparência de Imperatriz o montante dessa arrecadação chega a R$ 30.894.459,70, um acréscimo na arrecadação de 32,18% em comparação a todo o período de 2009. Veja o gráfico abaixo:

COMPARATIVO DE ARRECADAÇÃO COM RECEITAS PRÓPRIAS
IPUT, ITBI, ISSQN, DÍVIDAS, MULTAS, JUROS, CONTRIBUIÇÕES, TAXAS

FONTE: SITE DA TRANSPARENCIA DE IMPERATRIZ avaliação da gestão Série de posts avaliando a gestão tucana: financeira parte II ARRECADA    O POR FONTE 1 min
FONTE: SITE DA TRANSPARÊNCIA DE IMPERATRIZ

Parte da arrecadação própria, por lei, é direcionada no mínimo 25% para a educação e 15% para a saúde. O saldo de 60%, que repressenta R$ 18.736.675,82 , é o valor disponível nos cofres públicos para manutenção de programas e ações prioritários da administração ou em contrapartidas de convênios que geralmente a prefeitura contribui com 20%. Vale destacar que a grande maioria das obras realizadas até agora pelo governo Madeira foram através de convênios, seja com o Estado, como recapeamento de ruas do centro, ou com a União, como os postos de saúde que estão em reforma ou construção.

O que podemos constatar nesses dois anos de gestão Madeira é o crescimento de gastos com pessoal, principalmente de cargos em comissão e contratos. As secretarias aumentaram de 12 para 21 e houve também aumento dos vencimentos de R$3.000,00 para cada secretário. Para cada nova secretaria tem também o cargo de adjunto, chefe de setor, secretária, aluguel de espaço, conta de telefone, de energia, mesa , computadores, veículos alugados, material de expediente, despesa com viagens, diárias, etc. Tudos isto ajuda a comprometer os valores que poderiam ser aplicados em investimento na infraestrutura da cidade, como evidencia a situação de abandono que vem passando os bairros da periferia. Mesmo com o aumento de pessoal até agora não houve melhora de qualidade do atendimento da população quando busca serviços públicos.

Leia também:

Série de posts avaliando a gestão tucana: financeira parte I

Série de posts avaliando a gestão tucana de Imperatriz

Sou apenas um trabalhador assalariado, casado com a companheira Irisnete Geleno, pai de quatro filhas(Ariany, Thamyres, Lailla e Rayara), morador da periferia (Boca da Mata-Imperatriz), militante partidário (PSTU) que assumiu algumas tarefas eleitorais como candidato (2006, 2008, 2010 e 2012) e que luta por uma sociedade COMUNISTA. Sempre fui e continuarei sendo a mesma pessoa de caráter que meus pais, minha escola, meus amigos ajudam a forjar. Um comunista escravo do modo de produção capitalista que não aceita a conciliação de classe defendida por muitos que se dizem de "esquerda", mas que na verdade são pequeno-burgueses que esperam sua chance no capitalismo.

Discussão1 comentário

  1. Pingback: Série de posts avaliando a gestão tucana: último sobre arrecadação

Deixe seu comentário