Série de posts sobre a avaliação da gestão tucana: apresentação dos dados aos cidadãos

0

Sabemos que a internet é um veículo que rompe barreiras geográficas, mas ainda é restrita. Muitas das informações que passei nessa série de posts ainda não chegaram à grande massa de Imperatriz, que fica a mercê da mídia institucional com suas informações distorcidas e bitoladas o interesse do executivo. O exemplo cabal disso é a Câmara com seus vereadores pau mandado do executivo que não cumprem seu papel de fiscalizar a boa utilização desses recursos.

Visando discutir com a população sobre o resultado da compilação dos dados extraídos do Portal da Transparência de Imperatriz expostos aqui no blog, estaremos realizando nesta quarta-feira a primeira apresentação dos resultados obtidos e abrindo um canal de debate – coisa que as instâncias de poder não fazem – sobre a gestão dos recursos financeiros.

Além dessa primeira estão pré-agendadas mais duas nas principais regiões de Imperatriz. Os movimentos populares, associações de bairros, sindicatos, em fim, qualquer um que tenha interesse em saber como anda as finanças da cidade e um debate sobre o governo da “mudança”, nos colocamos a disposição para levar os esclarecimentos dos dados ou disponibilizar os mesmos, basta solicitar via comentário no blog ou celular 99-99101-4072 marcando dia, hora e local que teremos todo prazer de fazermos esse debate.

Leia também:

Série de posts avaliação da gestão tucana: Despesas

Série de posts avaliando a gestão tucana: Último sobre arrecadação

Série de posts avaliando a gestão tucana: financeira parte II

Série de posts avaliando a gestão tucana: financeira parte I

Série de posts avaliando a gestão tucana de Imperatriz

Sou apenas um trabalhador assalariado, casado com a companheira Irisnete Geleno, pai de quatro filhas(Ariany, Thamyres, Lailla e Rayara), morador da periferia (Boca da Mata-Imperatriz), militante partidário (PSTU) que assumiu algumas tarefas eleitorais como candidato (2006, 2008, 2010 e 2012) e que luta por uma sociedade COMUNISTA. Sempre fui e continuarei sendo a mesma pessoa de caráter que meus pais, minha escola, meus amigos ajudam a forjar. Um comunista escravo do modo de produção capitalista que não aceita a conciliação de classe defendida por muitos que se dizem de "esquerda", mas que na verdade são pequeno-burgueses que esperam sua chance no capitalismo.

Deixe seu comentário

%d blogueiros gostam disto: