As três práticas para a manutenção do Estado burguês

0

A manutenção da ordem vigente é de grande interesse dos capitalistas, para tanto, seus partidos – apesar de se fracionarem – têm objetivos comuns1319 que são de manter a ordem da ideologia dominante do capital. Esses partidos lançam mão de algumas táticas bem conhecidas:

DESMORALIZAÇÃO

Os opositores dos interesses da burguesia recebem, constantemente, ataques contra sua militância, sua capacidade intelectual, ética ou moral, mesmo quando não há encontram a burguesia levantará calúnias a serem propagadas pelos seus meios de divulgação de informação: jornais, revistas, rádios e/ou TVs.

 COOPTAÇÃO

Quando a primeira tentativa não trás êxito a segunda investida é pela via da cooptação com oferecimento de cargos, reconhecimentos (acadêmicos e/ou civis), econômicos (manutenção de contratos  com órgão gerenciados por seus representantes). Geralmente esse é o método mais eficiente para aqueles que estão camuflados num partido de esquerda, mas que tem no seu interior um sentimento reformista, de conciliação de classe, também popularmente conhecido como pelego. Observar as figuras públicas que antes estavam defendendo a coletividade e agora estão acomodados com um status (econômico e/ou social) dentro da sociedade burguesa.

ELIMINAÇÃO

Esse último aparentemente não existe, mas são apenas aparências. A execução de militantes revolucionários ainda é uma prática comum dentro da sociedade capitalista, vemos em todos os momentos militantes de movimentos por reforma agrária sendo tombados por criminosos que fazem parte do estado capitalista, seja pelos agentes de farda ou pelos assassinos de aluguel (pistoleiros). As ações de eliminação não acabaram com o fim da ditadura oficial, pois estamos sob a ditadura da burguesia que se mascara através de seus meios de alienação de classe seus métodos de violência contra aqueles que lutam por uma sociedade justa, não pela perspectiva reformista do capital, mas sim por sua eliminação.

Sou apenas um trabalhador assalariado, casado com a companheira Irisnete Geleno, pai de quatro filhas(Ariany, Thamyres, Lailla e Rayara), morador da periferia (Boca da Mata-Imperatriz), militante partidário (PSTU) que assumiu algumas tarefas eleitorais como candidato (2006, 2008, 2010 e 2012) e que luta por uma sociedade COMUNISTA. Sempre fui e continuarei sendo a mesma pessoa de caráter que meus pais, minha escola, meus amigos ajudam a forjar. Um comunista escravo do modo de produção capitalista que não aceita a conciliação de classe defendida por muitos que se dizem de "esquerda", mas que na verdade são pequeno-burgueses que esperam sua chance no capitalismo.

Deixe seu comentário

%d blogueiros gostam disto: