II Concurso de Literário

0

O Blog Wilson Leite promove o II Concurso de Redação (dissertativa) com o tema: “Liberdade de expressão em tempos de redes sociais”. O objetivo do Blog Wilson Leite é fomentar a reflexão acerca das mudanças politicas e sociais que passa a sociedade brasileira. Os textos apresentados devem seguir as especificações deste regulamento. INSCRIÇÕES 1 — Para se inscrever acesse o http://blogwilsonleite.com.br, na opção “assine nosso blog” colocando seu nome, e-mail e clicando em “Assinar”. Você receberá um e-mail onde precisará confirmar a assinatura. 2 — Cada participante poderá inscrever apenas…Ler mais

Fraude na urna eletrônica

0

No mundo aonde o poder da informação e do domínio de tecnologias da informação são cada vez mais poderosos seria ingenuidade dizer que a urna eletrônica não seria passível de fraudes. Mas isso não quer dizer que o processo de coleta e apuração dos votos é fraudulento propositalmente. Dizer que num processo eleitoral as instituições burguesas, a justiça eleitoral, por exemplo, não tem partido é esquecer que essas instituições são compostas por pessoas que são ligadas as mais diversas matizes de pensamento e oriundas das mais variadas extratos sociais que…Ler mais

O estrago já está feito

0

É preciso um texto maior, para os que de um lado, apoiam a extrema-direita, e de outro, os que contrários (eleitoralmente falando) são oposição a essa direita radical, para deixar claro que o estrago já está feito. E o início não foi na polarização eleitoral de 2018, entre o pensamento liberal (defendido por uma direita fascista) e a social-democracia (de uma esquerda reformista e conciliadora de classes). A ascensão da ideologia de direita que deixa claro sua necessidade de manter o direito de exploração econômica e cultural sobre sua classe…Ler mais

Bairro Três Poderes e suas mudanças

0

O bairro Três Poderes na cidade de Imperatriz até o ano de 2000 era visto como o bairro da elite de Imperatriz. Com localização privilegiada que dá acesso à BR-010 e Avenida Bernardo Sayão de frente com o 50º Batalhão de Infantarias e Selva (50 BIS) concentraram nesse bairro inúmeras mansões com áreas amplas, arborizadas e com pouquíssima circulação de veículos e pessoas, a não ser as que moravam ou prestam serviços aos residentes nessas mansões. O fluxo de pessoas e veículos poderia ser comparado a de um condomínio fechado,…Ler mais

A Grilagem Urbana existe em Imperatriz?

0

Na cidade de Imperatriz, a Grilagem, tornou-se uma prática muito comum nos últimos anos. Principalmente nas invasões de áreas de córregos que cortam os bairros – antes tidos como periféricos -, com a expansão da cidade e o surgimento de loteamentos e novos bairros nas extremidades da cidade, passaram a se tornar bairros centrais de suas regiões. Assim como os grileiros tradicionais de terras públicas, que tinham um perfil de pessoas com poder político e econômico capaz de invadir e dar legalidade da posse através de documentos forjados, o grileiro…Ler mais

Acordo – negociação entre patrão e empregado

0

As leis numa sociedade (onde a relação é de exploração de uma classe sobre outra) é sempre para reforçar a dominação da burguesia (patrões) sobre os trabalhadores. No caso das relações de trabalho, os acordos – o negociado valer mais do que o legislado (lei) – dá uma segurança jurídica para os patrões. Por isso é sempre bom repetir o que diz a letra da música da Internacional Socialista: “O rico a lei o protege”. Com a reforma das leis trabalhistas aprovadas pelo Congresso e sancionadas pelo Executivo – dominado…Ler mais

Saiba o porquê da elite “defender” a geração de empregos

0

Não é nenhuma surpresa ouvir nos discursos de políticos, que representam os interesses das elites (empresários e banqueiros) e associações de patrões, defendendo a geração de emprego. Mas não são eles que reclamam da alta carga tributária sobre a contratação no Brasil? Isso não seria contraditório se as tecnologias aplicadas à produção – que estão aí – substituíssem o que eles dizem considerar de pouca valia, a mão-de-obra? O atual mandatário Michel Temer, re-eleito na chapa PT-PMDB em 2014, vem pondo em prática, projetos de reformas (trabalhistas e previdenciárias), já…Ler mais

Você sabe o quanto paga para trabalhar?

0

Como assim, eu recebo para trabalhar?! É nisso que acredita a maioria dos trabalhadores, convencidos de que o trabalho assalariado é uma forma justa de remuneração. Seja nas melhores condições ou submetidos à precarização das condições de trabalho, como: assédio moral, jornadas excessivas, obrigatoriedade de horas extras, o salário recebido pelo trabalho realizado e pago ao final da jornada (diária, semanal, quinzenal ou mensal) pelos proprietários dos meios de produção que o sistema capitalista criou e, seja qual for o maior salário, nunca será o justo. Nesse texto tentaremos demonstrar…Ler mais

Você conhece o seu contracheque/holerite?

12

Alguns dos trabalhadores desconhecem muitos dos direitos que têm. Por isso, não conseguem distinguir, por exemplo, se as reformas da previdência e trabalhista são boas ou ruins para eles —  fique claro que são péssimas — e, acabam não se posicionando contra a retirada de direitos que os patrões e os políticos, financiados por eles, chamam de “atualização das leis trabalhistas”. Por essa razão, resolvi tentar passar um pouco de esclarecimento usando algo que todos os trabalhadores têm em suas mãos, seus contracheques (holerites) mensais. Este tutorial (manual) serve para…Ler mais

Não somos cordiais

0

Não somos cordiais como insinuam petistas e reformistas! Por Hertz Dias – Vocalista do Gíria Vermelha e membro da Secretaria de Negros e negras do PSTU “(…) os firmes proletários revolucionários, adotam uma atitude séria em relação a teoria, analisam as circunstâncias e aprendem por si mesmos antes de ensinar aos outros. A burocracia stalinista há muito tempo substituiu uma combinação de ignorância e arrogância pelo marxismo” (Trotsky, Sobre as Teses Sul-africanas). Em nossa opinião, desconhecimento e arrogância também se combinaram na literatura que quase toda a esquerda elaborou nos últimos…Ler mais

1 2 3 18