A Grilagem Urbana existe em Imperatriz?

0

Na cidade de Imperatriz, a Grilagem, tornou-se uma prática muito comum nos últimos anos. Principalmente nas invasões de áreas de córregos que cortam os bairros – antes tidos como periféricos -, com a expansão da cidade e o surgimento de loteamentos e novos bairros nas extremidades da cidade, passaram a se tornar bairros centrais de suas regiões. Assim como os grileiros tradicionais de terras públicas, que tinham um perfil de pessoas com poder político e econômico capaz de invadir e dar legalidade da posse através de documentos forjados, o grileiro…Ler mais

Acordo – negociação entre patrão e empregado

0

As leis numa sociedade (onde a relação é de exploração de uma classe sobre outra) é sempre para reforçar a dominação da burguesia (patrões) sobre os trabalhadores. No caso das relações de trabalho, os acordos – o negociado valer mais do que o legislado (lei) – dá uma segurança jurídica para os patrões. Por isso é sempre bom repetir o que diz a letra da música da Internacional Socialista: “O rico a lei o protege”. Com a reforma das leis trabalhistas aprovadas pelo Congresso e sancionadas pelo Executivo – dominado…Ler mais

Saiba o porquê da elite “defender” a geração de empregos

0

Não é nenhuma surpresa ouvir nos discursos de políticos, que representam os interesses das elites (empresários e banqueiros) e associações de patrões, defendendo a geração de emprego. Mas não são eles que reclamam da alta carga tributária sobre a contratação no Brasil? Isso não seria contraditório se as tecnologias aplicadas à produção – que estão aí – substituíssem o que eles dizem considerar de pouca valia, a mão-de-obra? O atual mandatário Michel Temer, re-eleito na chapa PT-PMDB em 2014, vem pondo em prática, projetos de reformas (trabalhistas e previdenciárias), já…Ler mais

Você sabe o quanto paga para trabalhar?

0

Como assim, eu recebo para trabalhar?! É nisso que acredita a maioria dos trabalhadores, convencidos de que o trabalho assalariado é uma forma justa de remuneração. Seja nas melhores condições ou submetidos à precarização das condições de trabalho, como: assédio moral, jornadas excessivas, obrigatoriedade de horas extras, o salário recebido pelo trabalho realizado e pago ao final da jornada (diária, semanal, quinzenal ou mensal) pelos proprietários dos meios de produção que o sistema capitalista criou e, seja qual for o maior salário, nunca será o justo. Nesse texto tentaremos demonstrar…Ler mais

Você conhece o seu contracheque/holerite?

0

Alguns dos trabalhadores desconhecem muitos dos direitos que têm. Por isso, não conseguem distinguir, por exemplo, se as reformas da previdência e trabalhista são boas ou ruins para eles —  fique claro que são péssimas — e, acabam não se posicionando contra a retirada de direitos que os patrões e os políticos, financiados por eles, chamam de “atualização das leis trabalhistas”. Por essa razão, resolvi tentar passar um pouco de esclarecimento usando algo que todos os trabalhadores têm em suas mãos, seus contracheques (holerites) mensais. Este tutorial (manual) serve para…Ler mais

Não somos cordiais

0

Não somos cordiais como insinuam petistas e reformistas! Por Hertz Dias – Vocalista do Gíria Vermelha e membro da Secretaria de Negros e negras do PSTU “(…) os firmes proletários revolucionários, adotam uma atitude séria em relação a teoria, analisam as circunstâncias e aprendem por si mesmos antes de ensinar aos outros. A burocracia stalinista há muito tempo substituiu uma combinação de ignorância e arrogância pelo marxismo” (Trotsky, Sobre as Teses Sul-africanas). Em nossa opinião, desconhecimento e arrogância também se combinaram na literatura que quase toda a esquerda elaborou nos últimos…Ler mais

Vivamos as diferenças, sem preconceitos!

0

Esse texto foi escrito pela poetisa e atriz imperatrisense Lília Diniz em 2009 e publicado no Blog Wilson Leite (versão antiga) e estamos republicando-o novamente por considerar uma discussão a altura dos desafios que temos na promoção e incentivo do fazer cultural na cidade de Imperatriz. Os espaços públicos e as condições do fazer cultura profissionalmente e as condições de sobrevivência dos artistas através da sua arte são questões prementes. Vivamos as diferenças, sem preconceitos! Lília Diniz, 2009 Quem acompanha a história do teatro, ou quem faz teatro pelo Brasil,…Ler mais

Meu patrão!

1

Vez por outra ouço a expressão “meu patrão!” entre os trabalhadores. Assim como essa sociedade machista nos incute expressões depreciativas contra as mulheres, mesmo sem nos darmos conta. Nesse caso, o gênero servindo de ferramenta de divisão na classe trabalhadora. Vez por outra essa expressão “meu patrão” é dirigida a mim, sei que meus camaradas de classe não entendem o peso pejorativo que essa expressão deveria ter entre nós trabalhadores. O sentido para muitos é expressar a “importância” que a outra pessoa tem ou o reconhecimento da sua figura enquanto…Ler mais

MARXISMO ACADEMICISTA

1

 QUANDO O MARXISMO ACADEMICISTA NÃO É O MELHOR FAROL DA LUTA DE CLASSES     Fabrício Rocha   “Sem teoria revolucionária não há prática revolucionária”! Ao proferir essa frase, Lenin chamava a atenção dos revolucionários para a necessidade e importância deles se apropriarem do repertório marxista, de todos os ensinamentos da rica tradição operária na instrumentalização das lutas do presente e do futuro. Somente com esta síntese, a classe operária teria chances reais de fazer frente à ideologia burguesa e conquistar o poder político.   Isso significa uma constante mediação…Ler mais

Promoção do Blog Wilson Leite

0

O blog Wilson Leite inicia o ano de 2017 presenteando seus visitantes com uma Agenda 2017 e um caderno Kandinsky através da promoção “Assine nosso Blog”. Para participar da promoção, basta assinar a lista do blog Wilson Leite. Concorrerão todos que assinarem no blog na opção “Assine o blog” na barra direita onde aponta a imagem. Digite seu nome e email e clique em Assinar. Para confirmar a assinatura vá ao e-mail cadastrado e confirme a assinatura na mensagem enviada e pronto, você pode ser premiado com um dos dois…Ler mais

1 2 3 18