Dois grandes congressos começaram hoje, 04/06

0

Começou hoje, 04/06, dois grandes congressos, o da CSP-CONLUTAS e o da ANEL, com a tarefa de discutir a organização da classe trabalhadora e da juventude brasileira.

congresso-csp-conlutas Dois grandes congressos Dois grandes congressos começaram hoje, 04/06 congresso csp conlutasO II Congresso Nacional da Central Sindical e Popular – Conlutas/CSP-CONLUTAS vai de 04 até 07 desse mês e está acontecendo na cidade de Sumaré-SP. As tarefas atuais postas à CSP-CONLUTAS frente aos ataques contra classe trabalhadora como as MP’s 664 e 665, que retiram direitos históricos dos trabalhadores brasileiros e a investida dos patrões com a PL4330 que visa abrir os serviços públicos às terceirizações (em todas as atividades, meios ou fins) e a tentativa do governo em cobrar dos trabalhadores o pagamento da crise com arrocho salarial, aumento de impostos, inflação, aumento de juros para garantir lucros aos banqueiros e o pagamento da dívida, hoje transformada em dívida pública (antes se falava em dívida externa). Unificar, organizar e fomentar a luta da classe trabalhadora só pode ser feita com independência de classe, coisa que hoje só a CSP-CONLUTAS tem, e por isso vem sendo vista por muitos sindicatos combativos uma possibilidade de unidade.

Mesmo as centrais ainda vinculadas aos governos tendo grande influência na massa dos trabalhadores, com o aumento da situação de crise essa influência é posta em cheque ao ser questionado seu o papel conciliador, entre patrões/governos versus empregados, que eles vêm tendo ao longo dos anos.

congresso-anel-min Dois grandes congressos Dois grandes congressos começaram hoje, 04/06 congresso anel minO III Congresso Nacional dos Estudantes Livres – ANEL, filiada à CSP-CONLUTAS, acontece no campus da UNICAMP em Campinas-SP, também cumpre o papel de mostrar à juventude estudantil brasileira que as velhas instituições do ME que hoje servem de correia de transmissão dos governos não serve mais, e a ANEL se apresenta com uma alternativa que deve ser construída na luta dos jovens e dos trabalhadores em todo o Brasil.

A educação é uma das áreas mais afetados com a ajuste fiscal e orçamentário imposto pelo governo federal – foi até agora mais de 9 milhões na área – no inicio desse ano, com o aprofundamento da crise econômica patrocinada por um Estado que procura atender os interesses dos investidores internacionais através de pagamento de juros e a abertura dos serviços públicos por parte da iniciativa privada com pretendem com a PL4330.

A juventude da ANEL junto aos trabalhadores tem grandes tarefas como se posicionarem com os cortes nas áreas da educação e saúde, políticas públicas para minorias (negros e LGBT’s), contra a redução da maioridade penal e muitos outros temas que são colocados por uma congresso e um governo conservador. Lutas que a ANEL acredita que só a união da juventude e dos trabalhadores pode ser vencida, e essa luta é contra o capital, que possibilidade a composição conservadora e reacionária no poder.

Acompanhem os dias desses dois congressos via redes sociais (facebook) e pelos sites oficiais das entidades. E, não é perda de tempo aproveitar a oportunidade para fazer um chamado aos sindicatos combativos e aos estudantes de luta a construir essas duas entidades que tem lado, o lado dos trabalhadores e da juventude brasileira.

ASSISTA AO VIVO AO CONGRESSO DA CSP-CONLUTAS CLICANDO NO LINK ABAIXO:

CONGRESSO CSP-CONLUTA ONLINE

Sou apenas um trabalhador assalariado, casado com a companheira Irisnete Geleno, pai de quatro filhas(Ariany, Thamyres, Lailla e Rayara), morador da periferia (Boca da Mata-Imperatriz), militante partidário (PSTU) que assumiu algumas tarefas eleitorais como candidato (2006, 2008, 2010 e 2012) e que luta por uma sociedade COMUNISTA. Sempre fui e continuarei sendo a mesma pessoa de caráter que meus pais, minha escola, meus amigos ajudam a forjar. Um comunista escravo do modo de produção capitalista que não aceita a conciliação de classe defendida por muitos que se dizem de "esquerda", mas que na verdade são pequeno-burgueses que esperam sua chance no capitalismo.

Deixe seu comentário